Entre os meses de outubro e novembro de 2020 a economia brasileira viveu um momento histórico, o lançamento do primeiro modelo de pagamento eletrônico integrado do país. Quer saber tudo sobre como fazer transferência pelo Pix? Nós contamos!

Ao longo de todo o ano de 2020 o Pix foi um dos principais assuntos do setor econômico e não poderia ser diferente. A novo meio de pagamentos diminui a burocracia e os gastos dos brasileiros com as principais operações bancárias.

Já ouviu falar, mas ainda não está usando o Pix para realizar transferências e fazer pagamentos online de forma rápida e gratuita? Você também tem direito a aproveitar esta novidade e será mais fácil utilizá-la do que você imagina.

Tenha internet de qualidade no seu celular e esteja sempre conectado para aproveitar aplicativos e ferramentas como o Pix.

ASSINE AGORA MESMO UM PLANO CLARO E NAVEGUE NA VELOCIDADE 4,5G MAIS RÁPIDA DO PAÍS!

Leia também: Caixa Tem – planos econômicos Claro para acessar o aplicativo

O que é o Pix

No dia 5 de outubro o Banco Central do Brasil lançou oficialmente um novo meio de pagamento eletrônico que chegou para desburocratizar as operações bancárias do país.

Primeiro houve um processo inicial de adaptação dos bancos e de testes com alguns clientes de diversas instituições financeiras. Finalmente, no dia 16 de novembro ele foi liberado para qualquer pessoa utilizar.

O Pix é um modelo de pagamento totalmente digital e gratuito para pessoas físicas. Com ele é possível pagar e fazer transferências em tempo real, a qualquer horário, para qualquer instituição financeira e sem custos.

Ele foi desenvolvido e é totalmente gerido pelo Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos (Deban) do Banco Central.

A ferramenta funciona pelo Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) que conecta o recurso às contas de todos os clientes de bancos, cooperativas de crédito e fintechs participantes. Ou seja, está integrada às contas já existentes.

Por que o Banco Central criou o Pix para fazer transferência?

O principal objetivo do Banco Central ao lançar o Pix foi modernizar o sistema financeiro do país ao reduzir a burocracia. Além de diminuir os gastos com transferências e garantir mais segurança e transparência nas operações.

Veja mais: Segurança na internet: um guia para navegar de forma segura

O que posso fazer com o Pix?

Com esse novo modelo eletrônico de pagamentos você pode cobrar, realizar transferências e pagar contas e impostos de maneira rápida e instantânea pela internet.

Todas aquelas operações que antes você fazia por DOC ou TED levavam um tempo para serem processadas e tinham taxas, agora podem ser realizadas gratuita e instantaneamente através do Pix.

Disponível 24 horas por dia e todos os dias da semana

Uma das grandes vantagens da ferramenta é que não há qualquer limite de horário para realizar estas operações online. O recurso está disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive nos domingos e feriados.

Desde que você esteja conectado à internet, pode fazer transferência com o Pix pelo aplicativo do seu banco sem complicações. Tudo pode ser feito com o seu celular, em apenas alguns segundos.

Modelo integrado ao sistema brasileiro

A ferramenta eletrônica do Banco Central integra todo o sistema bancário brasileiro. Por isso, você pode fazer transferências e pagamentos entre diferentes bancos sem se preocupar com taxas e restrições.

Mesmo quando a transferência pelo Pix é feita entre instituições financeiras distintas, a operação segue sendo gratuita e em tempo real.

Por todas essas razões o novo modelo deve mudar aos poucos a nossa maneira de lidar com o dinheiro. O Pix é uma iniciativa mais alinhada com a era informação e da tecnologia e você não pode ficar por fora.

Em seguida veremos como fazer transferências pelo Pix com apenas alguns passos simples. Confira!

Como fazer transferência pelo Pix

Como um dos grandes objetivos do novo modelo de pagamento do Banco Central é reduzir a burocracia e estar acessível a qualquer pessoa o sistema não podia ser complicado.

Logo que a ferramenta entrou em funcionamento em novembro, já foi possível perceber que realmente realizar operações com o Pix é algo bastante simples. Porém, como qualquer adaptação depende de um pouco de atenção e prática.

Confira ainda: Plano de dados – 5 dicas úteis para não gastar mais do que deveria

Abaixo separamos alguns pontos importantes que você deve conhecer sobre o Pix antes de começar a fazer transferências e pagamentos com a ferramenta.

O Pix funciona através do aplicativo do banco

Você pode estar se perguntando como funciona o novo modelo de pagamentos e é natural que isso aconteça. Tenho que baixar um aplicativo da ferramenta no meu celular? É preciso realizar cadastro em alguma página?

A resposta é negativa para todas essas perguntas. O Pix não está disponível em um app separado ou em uma página web, ele funciona diretamente no aplicativo do seu banco.

Não importa com qual instituição financeira você trabalha porque todos os bancos que possuem mais de 500 mil clientes tiveram que adaptar suas plataformas para disponibilizar a ferramenta desde o seu lançamento.

Para acessar o Pix com o aplicativo do seu banco é necessário apenas ter os dados de acesso à plataforma e estar conectado á internet. Uma conexão rápida e estável ajuda a garantir o funcionamento e a segurança deste tipo de operação online.

O que são as chaves Pix

Antes de começar a fazer transferência com o novo sistema você precisa saber o que são as chaves Pix. Esses códigos serão o seu principal acesso à ferramenta.

Segundo o próprio Banco Central, a chave é o nome ou apelido utilizado para identificar cada conta. Por isso, não é possível usar uma mesma Chave para diferentes contas, ela deve ser única.

Com este dado já é possível realizar as operações disponíveis. Esse sistema de identificação dispensada a necessidade de usar todos os dados que eram solicitados antes para realizar transferências e pagamentos.

Cada conta pode ter quatro tipos de chaves diferentes e até cinco códigos por cada conta. Os tipos de chave são: CPF ou CNPJ, número do telefone celular, e-mail ou chave aleatória.

Mesmo cadastrando as suas Chaves Pix ainda é possível seguir usando os dados da conta para receber e enviar valores por transferências e pagamentos. O sistema anterior segue ativo, ao menos por enquanto.

Leia também: Aplicativo de finanças pessoais: 6 apps para economizar

Com fazer transferência pelo Pix em apenas alguns passos

Agora que você já tem todas as informações necessárias para entender esse novo modelo de gerenciamento do dinheiro, explicaremos como fazer uma transferência com o Pix realizando apenas alguns passos simples.

Os passos para realizar a operação podem variar de acordo com a interface do aplicativo do seu banco. Por isso, passaremos algumas orientações gerais seguindo um padrão para que você possa identificar a ferramenta dentro do seu app.

Veja também: Claro pós-pago – conheça as opções da operadora!

Transferindo com o Pix passo a passo

A maioria dos bancos disponibiliza um ícone específico do Pix na tela inicial do aplicativo, você poderá ver esta opção logo ao entrar na plataforma com seu usuário e senha, como de costume.

Depois de localizar esta opção, siga os passos abaixo:

  • Toque no ícone do Pix
  • Selecione a opção referente a operação que você deseja realizar, transferir
  • Escolha o tipo de chave que você deseja usar, ou seja, a chave informada pela pessoa que irá receber a transferência
  • Digite o código do destinatário e toque no botão de avançar
  • Defina o valor da transferência e acordo com o saldo da sua conta
  • Finalmente, confirme os dados do destinatário que aparecerão na tela e confirme

Pronto! Você já realizou a sua primeira transferência com o Pix e poderá repetir esta operação sempre que precisar. Quando desejar receber um valor, basta informar ao remetente a sua Chave Pix.

Quer aproveitar todos os recursos tecnológicos da atualidade sem se preocupar com franquia de dados e instabilidade do sinal da internet? Conheça o 4G da Claro e faça parte do grupo de clientes mais satisfeitos do país.

CONTRATE AQUI UM COMBO CLARO E NÃO FIQUE DE FORA DA REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui