A velocidade com que as tecnologias são desenvolvidas impacta nossa vida nos mais variados aspectos. Com o campo da comunicação não poderia ser diferente. Com pessoas trocando de aparelhos, de planos e de operadoras, cada vez mais os serviços de telecomunicações se mostram indispensáveis. Isso fica ainda mais nítido com os novos dispositivos que também podem ter um chip, como tablets e até relógios. Mas afinal, será que você sabe como ativar o chip da Claro?

Saber como ativar o chip da Claro é uma questão de praticidade e autonomia. É você ter, nas suas mãos, a possibilidade de fazer algo tão importante quanto o celular, funcionar adequadamente. Por falar nisso, a importância dos celulares pode ser mensurada a partir de um único e expressivo fato.

Por incrível que pareça, existem mais chips ativos do que pessoas no Brasil. No fim de 2020 o Brasil tinha 212 milhões de habitantes e, simultaneamente, tinha 232 milhões de chips ativos.

Você é dessas pessoas pessoas que tem mais do que um chip? Ou por acaso esqueceu o próprio número de celular? Neste post, vamos dar detalhes sobre como ativar o chip da Claro no seu dispositivo de forma rápida e fácil.

Leia também: Ultravelocidade para você ainda é um sonho?

Como ativar o chip da Claro?

Se você chegou até aqui, provavelmente é porque tem um chip da Claro em mãos e gostaria de ativar, certo?

O procedimento de ativação é tão simples que muita gente consegue fazer sem ajuda de outra pessoa. Mesmo assim, se você tiver alguma dúvida, pode preferir ter o apoio de um funcionário. Nesse caso, basta se dirigir até a loja da Claro mais próxima da sua casa e solicitar ajuda.

Mas vamos, enfim, ao procedimento de ativação. Para ativar seu chip, acompanhe os seguintes passos:

  • Tenha em mãos o chip e o aparelho de telefone no qual o chip será inserido;
  • Certifique-se de que o telefone celular esteja desligado;
  • Coloque o chip no aparelho ainda desligado;
  • Feche o lugar por onde o chip foi inserido;
  • Ligue o aparelho onde está o chip;
  • Aguarde até que instruções de ativação apareçam na tela;
  • Você receberá uma mensagem SMS com orientações;
  • Uma das orientações deverá ser para desligar e religar o aparelho. Faça isso;
  • Siga essas instruções e, depois, receba um número.

Pronto! Dessa forma, seu chip estará ativo. A próxima etapa é fazer o cadastro!

Fazendo seu cadastro

O cadastro de uma linha é a etapa que acontece logo depois da ativação do chip. É possível fazer o cadastro pela internet ou por ligação, o que for mais conveniente para você.

Confira os procedimentos de cada tipo de cadastro:

Cadastro online

Depois de ativar o chip, você deve ter recebido por SMS um link, ou seja, um endereço eletrônico para clicar. Esse link serve para direcionar você e qualquer outro cliente para o Portal Claro Cadastro.

Acompanhe as etapas para fazer o cadastro online:

  • Abra seu aplicativo de mensagens de SMS;
  • Clique no endereço eletrônico que você recebeu;
  • Vá para a página de cadastro e preencha as informações necessárias.

Detalhe importante: para fazer o cadastro você precisa necessariamente estar usando a internet móvel. Ou seja, o wi-fi precisa estar desligado. A conexão com a internet precisa ser através da rede 3G ou 4G.

Cadastro por ligação

O cadastro por ligação pode ser feito de duas maneiras diferentes. Uma delas através de mensagens, e outra com a ajuda de reconhecimento de voz.

Para fazer o cadastro por ligação com mensagens, basta ligar para *552#. Depois disso, faça seu cadastro através das mensagens do sistema.

Outra alternativa é ligar para o número *552. Sim, a única diferença é que não tem o sinal # no final do número. Nessa ligação, ao invés do cadastro ser feito por mensagens, o processo é através da Unidade de Resposta Audível.

Vale lembrar que a ligação deve ser feita a partir do telefone com a linha que você deseja cadastrar.

Documentos necessários

Uma das maneiras de evitar tempo perdido nas ligações é ter seus documentos e outras informações em mãos. Assim, quando esses dados forem solicitados, você poderá informar com mais rapidez.

Confira a lista dos documentos que podem ser solicitados para confirmar a sua identificação:

  • Número do seu CPF;
  • Número do RG;
  • Data de nascimento;
  • Endereço completo, inclusive com CEP
  • Origem do CPF (estado onde foi feita a emissão do documento).

Conheça os tipos de chip

Você sabia que atualmente existem quatro tipos diferentes de chip de celular?

É importante entender a diferença entre os tipos de chip porque você pode precisar de um chip diferente. De maneira geral, isso costuma acontecer quando as pessoas trocam de celular. Mas ultimamente também tem sido comum pesquisar sobre chips quando se adquire um novo dispositivo.

Mini chip

O mini chip foi o primeiro chip a se popularizar no mercado. Comparado com os modelos atuais, ele era meio grandalhão. Eles foram muito usados nos primeiros modelos de smartphone.

Micro chip

O micro chip foi o segundo modelo de chip a ficar popular. Ele veio mais ou menos na mesma época do iPhone 4 e era um pouco menor que o chip anterior.

Nano chip

O nano chip representa a terceira geração de chips de telefonia móvel. Atualmente é esse tipo de chip que está presente na grande maioria dos aparelhos de celular. Seguindo a lógica, ele é ainda menor que seus antecessores.

E-chip

O E-chip consegue ser ainda menor do que o nano. Seu desenvolvimento foi com foco em dispositivos onde cada milímetro pode fazer a diferença. Um belo exemplo disso são os novos modelos de relógio chamados de smartwatch.

Um e-chip é capaz de fazer tudo o que um nano chip já fazia e ainda oferece vantagens!

A primeira delas é que o e-chip possibilita o cadastro de dois números de telefone no mesmo chip. Isso significa, por exemplo, que as pessoas poderão ter apenas um aparelho com um chip e mesmo assim distinguir o uso profissional do uso pessoal.

Outra vantagem é a possibilidade de, com o e-chip, dispositivos diferentes compartilharem o mesmo número de celular. Isso, consequentemente, significa que o mesmo plano de internet é compartilhado. Mais do que isso, significa que o seu celular e o seu relógio funcionarão de forma mais interativa.

Outro aspecto muito relevante do e-chip é a questão da segurança. Esse tipo de chip é mais difícil de ser removido e, por isso, facilita a localização do aparelho em caso de perda ou roubo.

Leia também: Mini, micro e nano: a diferença entre os tipos de chip de celular.

Entendeu como ativar o chip da Claro?

Esperamos que você tenha entendido como ativar o chip da Claro. Mais do que isso, que você também tenha entendido como fazer o cadastro e também as diferenças entre os chips.

Se você conhece alguém que pode gostar de saber como ativar ou cadastrar o chip, compartilhe esse artigo!

E para seguir recebendo dicas e informações sobre telefonia e o universo de telecomunicações, continue acompanhando o nosso blog!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui