A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) divulgou recentemente uma série de informações importantes sobre o mercado telecom no Brasil. Diversos temas foram abordados nesse balanço, inclusive os acessos.

CONTRATE AGORA O MELHOR PLANO DE CELULAR! CLIQUE AQUI!

Mas o que são acessos?

Acessos

O que a Anatel considera como “acesso” é um usuário distinto – um serviço contratado. Uma pessoa recebendo um serviço de uma operadora. Isso é um acesso.

Os quatro acessos diferentes

São quatro diferentes categorias de serviços que podem contar como um acesso. As quatro podem ser contratadas de maneira independente, ou em qualquer combinação e quantidade. Elas são:

Telefone fixo

A boa e velha linha de telefone fixo é, dos serviços, o mais antigo. Provavelmente é o que a maioria das pessoas tem há mais tempo. Muita gente se pergunta se ainda vale a pena ter esse tipo de serviço e, sim, vale!

TV por assinatura

Quem tem um pacote de TV por assinatura, também conta como um acesso. Não importa se é um pacote básico só com os canais de TV aberta, ou se é o pacote mais completo com todos as centenas de canais liberados. Para as contas da Anatel, ambos contam da mesma maneira: um acesso.

Telefone celular

Quem não tem um plano de celular contratado? Esse é, naturalmente, o acesso mais popular entre os quatro. É difícil encontrar uma pessoa que não tenha um celular. E se existe um plano contratado, conta como um acesso.

Com os celulares, o tipo de plano também não faz diferença para as contas da Anatel. Se existe um plano contratado, não importa se tem ultravelocidade ou se é pré-pago, conta como um acesso.

Banda larga fixa

A internet residencial, também conhecida como banda larga fixa, também é um tipo de acesso. Normalmente ela é mais rápida e conta com uma estrutura mais robusta que a rede de internet móvel. Por conta disso, está presente na casa das famílias de uma enorme fatia da população brasileira. Principalmente hoje em dia, em tempos de serviços de streaming de vídeos (filmes e seriados).

Combos contam como vários acessos?

Sim! É importante entender que se a pessoa tem um combo, por exemplo, isso será considerado como (até) quatro acessos. Isso depende, é claro, da quantidade de serviços que a pessoa tiver contratado no seu combo.

A pessoa que é considerada como quatro acessos é aquela que contrata um combo que contenha todos os quatro itens: um plano de celular, um pacote de TV por assinatura, um ponto de internet banda larga fixa e uma linha de telefone fixo. O fato de ser apenas só um contrato com a operadora não faz diferença para as contas da Anatel, que considera todos os quatro serviços do combo como acessos diferentes.

Os dados da Anatel

A Agência Nacional de Telecomunicações publicou as quantidades de acessos dos serviços de telecom que acabamos de mencionar. Esses serviços que contabilizados representam os contratos de todo o território do Brasil no fim de 2019.

Juntando os quatro serviços (telefone fixo, tv por assinatura, internet banda larga e telefone celular) os números são impressionantes. Mais de trezentos milhões de acessos no Brasil. Ou seja, aqui temos mais acessos do que pessoas – mas precisamos considerar que uma pessoa pode ter vários acessos.

O número mais preciso, para quem tem curiosidade, é de 308,6 milhões de acessos.

Reclamações

Outro número interessante é o de reclamações contra as operadoras.

Ao total foram 2,98 milhões de reclamações, um número consideravelmente baixo. Isso significa que menos de 1% dos usuários reclamou do serviço.

O ranking de reclamações

Para quem tiver interesse, a Anatel também divulgou um ranking de reclamações do ano de 2019.

A pesquisa

A pesquisa que gerou o ranking de reclamações foi feita em todo o território nacional. Ao total foram entrevistadas mais de três mil pessoas.

Cada uma das quatro categorias de serviço de telecomunicação foi avaliada de forma diferente. Isso acontece porque as reclamações pertinentes a um serviço podem não fazer sentido para outro.

Critérios

Por uma questão de organização, dentro do julgamento de cada serviço existiam várias categorias. Dentro de cada categoria, vários critérios poderiam ser avaliados separadamente.

Assim, com esse nível de detalhamento, a pesquisa apresentou resultados sólidos e confiáveis.

Conclusão do ranking de satisfação

No ranking fica nítido que a empresa com menos reclamações é a Claro! Se você quiser conferir mais detalhes sobre a pesquisa e sobre os critérios, pode clicar aqui.

Detalhes da pesquisa da Anatel

A pesquisa é detalhada e complexa e, por isso, não temos por objetivo transcrever ela por completo aqui.

Essa postagem é para abordar metade da pesquisa. Vamos falar dos números referentes a dois serviços específicos: TV por assinatura e internet fixa (banda larga).

Vale lembrar que esses números são do final de 2019.

Internet fixa

Ao total, são mais de trinta milhões de residências com internet fixa do tipo banda larga. O número mais preciso é 32,56 milhões.

Isso significa que existe banda larga na casa de quase metade dos brasileiros. 46,8% dos domicílios são atendidos com esse tipo de serviço.

Crescimento

Esses números mostram que, em relação ao ano de 2018, 2019 teve um aumento de 4,3%.

O número de conexões acima de 34 Megabits também cresceu. Com mais de um terço de aumento, hoje estão em mais de 6 milhões de casas.

Fibra óptica

A fibra óptica completou dez milhões de acessos. Isso significa um crescimento de mais de 70% em relação ao ano anterior. Isso mostra que os brasileiro quer mais do que apenas internet, quer toda a qualidade da fibra óptica!

E a Claro?

A Claro foi a operadora que terminou 2019 com a maior participação entre todas as prestadoras de serviço. Ao total são 9,58 milhões de famílias atendidas pela internet banda larga da Claro.

Em segundo lugar ficou a Vivo com 7,02 milhões. Isso mostra que a Claro superou com mais de 2,5 milhões de margem. Em uma análise de porcentagem, a Claro tem mais de 35% de clientes a mais que a segunda operadora.

TV por assinatura

A quantidade de residências atendidas pelo serviço de TV por assinatura diminui. Essa queda foi de menos de 10%, ou seja, uma queda suave.

Contexto da queda

Por incrível que pareça, esse é considerado um número ainda positivo. Principalmente quando consideramos a atual situação econômica do país e a popularização dos serviços de streaming. Serviços de streaming, para quem não sabe, são aqueles para assistir filmes e seriados pela internet. Alguns exemplos são Netflix, HBO GO, Amazon Prime, Disney+, Globoplay, etc.

Movimento previsível

O pico histórico de acessos de TV por assinatura já faz mais de meia década. Em novembro de 2014 ano o total foi de 19 milhões de acessos. De lá pra cá a tendência vem sendo descendente e suave. Hoje são 15 milhões.

Esses números são considerando todas as operadoras que prestam esse tipo de serviço.

E a Claro?

A queda, que foi sentida por absolutamente todas as operadoras, não poderia ser diferente na Claro. Apesar disso, a Claro continua liderando com muita folga o ranking de famílias atendidas com pacotes de TV por assinatura.

A queda nos números, na verdade, foi de menos de 1 milhão de acessos. Ao fim de 2019 a Claro ainda tinha 7,76 milhões de domicílios atendidos.

Em segundo e terceiro lugar, muito próximas uma da outra, estão Oi e Vivo.
A Oi, sem segundo lugar, conta com 1,5 milhões de acessos, o que significa que a diferença é de mais de 5 milhões a favor da Claro.
Em terceiro, logo em seguida, vem a Vivo com 1,3 milhões.

Com esses números fica evidente a força da Claro quando o assunto é TV por assinatura. A supremacia é confirmada atestando o simples fato de que a Claro tem mais clientes do que o dobro da soma das duas principais concorrentes.

NA CLARO VOCÊ ENCONTRA OS MELHORES PLANOS DE TV. ASSINE JÁ!

Esperamos que você tenha gostado de se manter atualizado sobre o universo de telecom no Brasil. Especialmente sobre os números de acessos de TV por assinatura e de internet fixa banda larga.

Para seguir se atualizando sobre tecnologia e telecomunicações, continue acompanhando o nosso blog!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui