A Internet 5G promete revolucionar a forma como interagimos atualmente. Conhecida como Internet das Coisas, essa nova tecnologia promete muito mais do que 100 vezes mais velocidade que o 4G.

Antes da sua vinda definitiva para o Brasil, muita coisa ainda precisa ser definida, inclusive a questão burocrática que depende de negociações do governo.

CLIQUE AQUI E APROVEITE NOSSAS OFERTAS PARA PLANOS DE INTERNET

Se você deseja entender o que é o 5G e como ele vai impactar a sua vida, continue lendo até o final e se surpreenda.

O que é a internet 5G?

A Internet 5G é o padrão mais recente de transmissão sem fio lançado pela União Internacional de Telecomunicações e outros órgãos da indústria.

É a evolução das tecnologias 4G ou LTE, que ainda está substituindo o 3G – por enquanto, muito forte no Brasil.

A transmissão de dados móveis é realizada por ondas de rádio. Quanto menor for a frequência dessas ondas, mais dados elas podem transmitir. A internet 5G é baseada na tecnologia de ondas milimétricas, conhecidas como mmWave.

Sendo assim, as ondas são mais compactas e podem transmitir dados com maior velocidade e num curto espaço de tempo. Contudo, o 5G precisa de muito mais transmissores para repetir o sinal. Ou seja, serão necessárias mais antenas transmissoras.

Em um teste realizado pela CNET em diversas cidades do mundo, a velocidade máxima de download variou entre 460 Mbps a 1,8Gbps. As cidades onde ocorreram os testes foram Nova York, Seul, Los Angeles, Dallas, Londres e Chicago.

Essas velocidades significam um salto enorme para a transmissão de dados móveis, que podem ser comparados a uma rede Wi-Fi de ótima qualidade. Porém, tende e ser muito superior e talvez um dia possa até mesmo substituir o Wi-Fi.

Qual a diferença da internet 5G?

A internet 5G é revolucionária porque pode atingir uma velocidade 100 vezes maior que a 4G. Além disso, com menos latência. Ou seja, é mais veloz e estável.

Estamos falando de gerações de tecnologia de transmissão de dados sem fio. Quando mencionamos 1G, 2G, 3G e, finalmente, o 5G, estamos falando de padrões de tecnologia categorizados em determinado período.

1G trata-se do celular analógico ou, como muitos diziam, o “tijorola”. Já com a chegada das tecnologias digitais, o 2G realizou uma mudança do protocolo analógico para o digital. 

Essa mudança trouxe para o público a tecnologia GMS (Global Mobile System), que permitiu a popularização da troca de mensagens rápidas, o famoso SMS.

Já o 3G permitiu que a internet viesse parar em nossas mãos, uma velocidade muito superior sobre as demais. Permitindo a troca de imagens, áudio, VoIP, vídeo e muito mais. 

O 4G trouxe ainda mais velocidade e consolidou o smartphone como o principal meio de acesso à internet.  

Fomentada pela tecnologia LTE (Long Term Evolution) – uma tecnologia de conexão sem fio com taxas de transferência muito superior a das redes 3G , além de suportar mais protocolos de rede. Saiba como pesquisar a cobertura 4G  no Brasil.

Quando essa tecnologia chegará ao Brasil?

Possivelmente, apenas a partir de 2021. Isso porque antes do investimento da tecnologia, existe uma série de processos burocráticos que envolvem a vinda do 5G para o Brasil.

Com a data de leilão de frequências ainda não resolvida pelo Governo do Brasil, o que estava previsto para março de 2020 foi adiado. Acredita-se que o leilão seja realizado no segundo semestre. 

O Brasil precisa ainda definir o seu parceiro para introdução da tecnologia no país. Segundo o Ministro de Relações Internacionais, Ernesto Araújo, estamos próximos de fechar um acordo.

A empresa que tem a tecnologia e infraestrutura mais indicada para implantar o 5G no Brasil é a Chinesa Huawei. Contudo, a empresa sofre sanções dos Estados Unidos, um parceiro do Brasil.

A vinda do 5G para o nosso país depende de vários fatores, não apenas tecnológicos, mas também políticos. Isso coloca o Brasil em atraso quando comparado a outros países do mundo.

Por que ele pode mudar a maneira como usamos a internet?

Se observarmos a evolução da forma como utilizamos a internet nessa última década, vamos perceber que tudo evoluiu junto com a tecnologia móvel.

Os dispositivos foram ficando cada vez mais compactos e, aos poucos, o computador deixou de ser a principal forma de acessar a internet.

Esses avanços mudaram completamente os nossos hábitos. Outros artigos de entretenimento foram cedendo espaço para os smartphones. O celular se consolidou como nossa tela favorita. Contudo, com o 5G, tudo isso pode mudar outra vez.

5G no seu corpo

Hoje podemos ver um movimento tímido de dispositivos inteligentes como o smartwatch e outros dispositivos de realidade virtual. Com o 5G e as mmWaves, esses gadgets tendem a ficar cada vez menores.

Desta forma, utilizar um Google Glass não seria tão desconfortável. Essa aposta da Google visava substituir o smartphone. Assim, você não precisaria mais ficar olhando para uma tela na sua mão, tudo estaria na sua frente. Neste novo cenário, talvez esse mercado volte a aquecer.

5G nas ruas

Uma aposta das Smart Cities. A nova tecnologia pode transformar a forma como encaramos a segurança e o transporte. Uma aposta seriam os carros autônomos, com mais informações em tempo real circulando, um carro poderá facilmente se locomover sem um motorista. 

E já imaginou receber seu pedido de iFood por um drone? Pois é, por mais simples que pareça, esta tecnologia pode potencializar a atuação de drones autônomos, tanto para atividades cotidianas quanto para missões de resgate.

5G na sua casa

As casas inteligentes já são uma realidade, e é por isso que esta tecnologia é conhecida como a internet das coisas. Tudo em sua casa tomará vida e autonomia, podendo proporcionar uma experiência jamais vista. Desde a temperatura do seu banho até o tempo exato de cozimento do seu prato favorito. 

5G na educação

Um mundo novo se abre para os estudantes, com a sala de aula invadida pela realidade aumentada. Será muito mais fácil explicar o conceito, levando os alunos para um contato praticamente real sem sair da sala de aula. 

Imagine um aluno conhecendo de perto a vegetação de um bioma que está estudando, se transportar para cenários antes só visto por figuras em livros. 

5G na saúde

A possibilidade da realização de cirurgias holográficas passa a tomar forma. Além disso, a tecnologia permitirá que pessoas que vivem em áreas remotas tenham atendimento praticamente presencial.

5G pode ser prejudicial à saúde? 

Segundo o Instituto da Associação de Engenheiros Eletroeletrônicos, não existem evidências científicas ainda validadas relacionadas ao assunto.

Segundo seus estudos, não há ocorrência de efeitos adversos à saúde quando o ser humano é exposto com frequência a ondas de rádio entre 0 e 300 gigahertz. Vale ressaltar que não se espera que o 5G ultrapasse esse limite. 

Além disso, pesquisadores da Universidade de Nova York afirmam que, em razão das ondas curtas, torna-se praticamente impossível de penetrar na pele humana. Sendo assim, a nova tecnologia torna-se ainda mais inofensiva do que as que já atuam no mercado.

Considerações finais

Por mais que já existam lugares onde o 5G esteja em atividade, para nós, torna-se uma realidade ainda distante. Afinal, trata-se de uma tecnologia ainda emergente. 

Então, não vale a pena investir num dispositivo que já esteja preparado para o 5G, por exemplo. Não se for apenas esse o motivo. Ainda é cedo para usuários simples. Outro ponto é que, assim como o 3G ainda está em plena atividade, o 5G coexistirá com o 4G.

Inclusive é possível obter uma velocidade incrível com o 4G, desde que você conte com a melhor cobertura. A Claro foi reconhecida por oferecer a maior cobertura 4G do país. Além disso, inovou trazendo para o mercado a tecnologia 4.5. 

Então, se você quer mais velocidade, seja em casa ou no seu smartphone, acesse o nosso site e confira as nossas ofertas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui